REINTEGRAÇÃO JÁ.

                     

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Um dia!

video
   Respeito a inteligência e acredito na justiça, haverá um dia em que vou acordar e o mundo estará de volta aos trilhos, não existirá a guerra, não mais de fome morrerá qualquer ser vivo, acredito em Deus e sei que o ser humano é bom, apenas, está em caminhos tortos. Enquanto esse dia não vem, rasga Cristo o teu manto e embrulha os desgraçados.

terça-feira, 25 de julho de 2017

FAITH.

     Fé! é o que pedimos ao senhores, tenham fé. Quando estávamos aguardando para entrar no gabinete do Sr Calos Augusto, deputado estadual do RN, o Dr Paulo Barra, nosso advogado disse uma verdade; "quando um candidato a governador esta em campanha, ele precisa de todos os votos que possa conquistar mas quando ganha e para governar, ele só precisa de 24 votos". Simples assim.

     O deputado Carlos Augusto já havia nos falado de um outro caminho que nesse momento ao meu ver parece ser adequado à nossa missão e em nossa reunião hoje, em seu gabinete, o mesmo assunto veio atona novamente e claro, não como promessa mas como um passo muito sério e sem margem a interpretações descabidas da consultora geral do estado. 

     Lamento bastante não expor aqui no nosso espaço e na integra tais caminhos que seguiremos logo que a assembleia retome os seus trabalhos mas precisamente em 02 de agosto, isso se dá devido a uns boca rota dentre nós que por inocência ou safadeza faz com que os nossos passos cheguem até os ouvidos de quem não deve saber das nossas ações e isso atrapalha a nossa caminhada.

    Dr Paulo Barra já foi orientado pelo deputado Carlos Augusto quanto a documentação necessária para dar continuidade a nossa justa e tardia reintegração aos quadros efetivo da PMRN. Como disse no título deste 'Faith" e é verdade; Fé é o que peço aos senhores, tenham fé. Para resolver todos os problemas do mundo bastam três coisas: Pensar, Pensar e Pensar. Isaac Newton

quarta-feira, 19 de julho de 2017

GREVE DE FOME POR NOSSOS DIREITOS.

    Muitos já disseram"sem sacrifício não há vitória" e concordo e temos que medir o quanto podemos nos sacrificar por algo que desejamos e sem mais delongas; A faixa está pronta e agora vamos coordenar o início do fim.

     Não posso gritar agora "pare o mundo que eu quero descer" já que fui voto vencido em uma outra frente que ao meu ver traria um resultado muito melhor, irei junto com um irmão de farda, dar início a esta necessária reação já que existe até esse momento a omissão de Robinson Farias.

      O ideal seria que se inciasse essa greve simultaneamente em Natal-RN (Governadoria e Comando Geral da Polícia militar), em Mossoró-RN, (2º BPM) mas, o que temos pra agora é isso e, acredito que; quando estivermos próximos a São Pedro, os irmão irão entender que é necessário dar razão a nossa existência e acho até que os PM ativos entenderão também que se hoje eles estão em uma condição de trabalho melhor, foi por que nós sofremos as marcas dos "ditadores" lá nas décadas de 80 e 90 e, irão se juntar ao nosso pleito, o sangue vai falar mail alto. Frequentemente é necessário mais coragem para ousar fazer certo do que temer fazer errado.” ABRAHAM LINCOLN

sábado, 15 de julho de 2017

QUEBRA DO SILENCIO.

  
Viva de modo que tuas atitudes falem tão alto que não seja necessário que tu digas palavra alguma! Augusto Branco

   Um grande e bom amigo me disse; tenho medo de seus atos quando você fica em silencio. Não existem meias palavras, não ha meio culpado e causa e efeito caminha junto a ação e reação. Se o RN imaginasse que EXPMRN é o maior problema, maior ate que todos os problemas dele juntos. Estamos nos arranjos finais pra chutar o pau da barraca. E gracas a Deus existem dois homens dentre nos. Se só um homem pode resolver um problema e não resolve, ele se torna um problema. Sei de uma coisa; como sempre o meu amigo esta certo. 

segunda-feira, 10 de julho de 2017

DE QUE MERECE SER CHAMADO?

   Acho lindo, mais que um pelotão de soldados, massacrados, humilhados e excluídos, das fileiras da Policia Militar do Rio Grande do Norte nas décadas de 80 e 90 e como disse; acho lindo.

    É muito bonito, mas se "bater o pé" vai sair, em sua maioria correndo, daquelas carreira de bater o o pé na bunda, como eu acho lindo. E porque essa postagem com toda essa "boniteza"?

   Quando foi cogitado quem entre nos, se; disse, se em havendo a necessidade de se armar e tomar do governo a nossa reintegração, foram apenas "menos de duas guarnições" dentre aproximados 104 soldados, humilhados até em algumas vezes na frente de esposa e filhos.

    Agora em uma reta final, decidimos para não nos tornar criminosos perante a opinião pública a legislação e Deus, baixarmos o acampamento e agir prioritariamente em outra frente, até outra deliberação, e essa frente será uma "greve de fome".

     Nessa greve de fome que já tem data e hora para iniciar, foi tão grande a surpresa pois; só apareceu um único voluntário no meio de 104 "soldados". Soldados? acho que não. Não parece a mim possível se declarar "um soldado" aquele que não dispor da própria vida por um bem maior. Não merece ser chamado de Policial Militar, aquele que jurou e esqueceu seu juramento. Onde está? "mesmo com o sacrifício da própria vida".

     Não sei do que devo chamar os senhores, com exceção do "Policial Militar" que, comigo iremos começar nossa greve de fome e sem data para terminar. Temos alguns dias para  iniciá essa missão e espero que haja dentre os senhores no mínimos mais três soldados para essa missão e só digo o seguinte: "Até sozinho se o irmão desistir eu vou iniciar a greve" preciso apenas de alguns dias para preparar terreno pois sei que se necessário for, morrerei em prol da minha missão". Deus estará comigo nessa missão. Se um homem não descobriu nada pelo qual morreria, não está pronto para viver. Martin Luther King

quarta-feira, 5 de julho de 2017

GREVE DE FOME.

   
 Depois de algumas reuniões com colegas e colaboradores, achamos por bem, nesse momento dar um passo mais sério rumo a nossa reintegração aos quadros efetivo da PMRN. Já que não há por parte do Governador do Rio Grande do Norte, uma posição para com os PM´s excluídos de forma ilegal, nas décadas de 80 e 90 e mesmo com a boa vontade de Legisladores que a nós tem ajudado ao longo dessa nossa luta desigual, resolvemos o seguinte:

    1 - Procurar voluntários para formar um número de cinco (5) PMRN excluído sem processo para iniciar uma greve de fome.

   2 - Da forma da greve: seremos algemados na rampa de acesso a Governadoria com faixas, expondo nosso pleito e divulgando a situação.

   3 - Dos prazos: acredito que deva iniciar em aproximados 15 dias e não há data para o fim.

     Por fim, aqueles que estiverem ao meu lado nessa jornada saibam que podemos acabar mortos, estejam cientes, não haverá retrocesso. Lá no inicio disse por algumas vezes a frase "reintegração ou morte" e parece que chegou a hora. Viva de modo que tuas atitudes falem tão alto que não seja necessário que tu digas palavra alguma! Augusto Branco

domingo, 2 de julho de 2017

FIM DA INSTABILIDADE SOCIAL?

       Ao meu ver o objetivo inverso ao pretendido nesse segundo paragrafo, foi alcançado, hoje ninguém tem paz a começar pelos oficiais que nos excluíram, não existe paz para nós EXPMRN e não existe nenhuma paz para o Governo do RN. é Generalizado a incerteza, o medo do que virá e a ausência do amanha.    

     Esse trecho do parecer J-73/2006-CGE, oferecido por Tatiana Mendes Cunha, quando versou sobre o meu pedido de reconsideração para então Governadora Wilma Maia, atualmente sob a terra. Será que Ela sabia que por baixo dessa ponte ainda vai passar muita água; acho que não. Se Ela imaginasse os problemas que vieram e os que virão teria, na época pensado ou ouvido pessoas como o Dr Adalberto Targino ou o próprio procurador Geral do Estado o Dr Paulo Barra que, sei, insistiu e muito nesse pedido de reconsideração.

     Estamos ha dias de uma audiência pública para tratar do assunto, estamos com soldados já acampados em Natal prontos para morrerem se preciso for e o Sr Governador ainda insiste em se esconder por atrás de Tatiana Mendes Cunha. Sr Governador assuma o seu papel na historia e não deixe a história lhe atropelar, há tempo de assumir o que de fato e de direito é; Governador do Estado do Rio Grande do Norte. Admitir os erros não quer dizer que foram assumidos. Assumi-los é consertá-los. Andre Saut