REINTEGRAÇÃO JÁ.

                     

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Certo ou errado? eis a questão.


video
     Não tenho dados que diga quantas de 100 pessoas que assistir esse vídeo irá responder a uma pergunta; " o delegado está certo?".

     A principio não quero incentivar a violência, não devo, por ignorância dizer "bandido bom é bandido morto" e, dizer que as Polícias estão erradas seria pior que dizer essa estúpida frase acima.

     Então, todos estão certos?, ambus errados?, eis a questão e como disse não tenho dados mas, por experiência, convivência e vivência posso dizer que;  Os dois lados estão intolerantes e violentos.

   O quadro atual é "uma queda livre do sistema" - é fácil de entender; 1°,as polícias estão enxugando gelo e não dão conta da crescente escalada do crime, não tem amparo no judiciário que está atrelado ao passado e ainda acreditam que tudo vai da certo nesse atual caminho que, não tem um porto seguro. 2°, os criminosos estão em crescente escalada e isso é um reflexo do atual quadro. Sr(a)s; olhem e perguntem a sim mesmo, está tudo bem ou não?.

   Pra finalizar, primeiro gostaria de parabenizar o Delegado, o espirito de Polícia DEVE ser esse mesmo, tem que haver energia nas ações e não pode haver violência nas intervenções. Outro ponto distinto são as reações as ações criminosas que acabam em morte. Leitores, hoje; se matar 10 bandidos, 20 serão criados; Se construir presídios, estarão cheios só com as prisões a serem cumpridas. Tá tudo errado. Na vida, não existem soluções. Existem forças em marcha: é preciso criá-las e, então, a elas seguem-se as soluções. Antoine de Saint-Exupéry

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

RESPOSTA DO DEP CARLOS AUGUSTO.

;
     Teclei agora com o Deputado Carlos Augosto que disse: 

     A nossa ansiedade deve ser superada pela esperança e fé, todos nós que tivemos que enfrentar uma semi ditadura disfarçada de militarismo, devemos nessa reta final acreditar, entender e comungar da crença na justiça e no homem. Novas folhas, novas flores, na infinita benção do recomeço. Chico Xavie
 

PROCURANDO...

Não estou conseguindo 
Encontrar o Deputado Carlos Augusto 
Mas estou tentando
Outra forma para saber se Ele agendou e pra        quando a data da audiência pública como estava programado, esse feriado está complicando essa busca, sabemos que o tempo é de Deus, mas como já fomos tantas vezes enganados que já pensamos no pior. Sei que dessa vez será diferente e já penso até nos netos que verei. 

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Quase lá.

 Passei agora na residencia da Vereadora Tia Cicera e falamos com Carlos Augusto, presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Nata-RN, deputado estadual, ambos empenhados em prol da nossa e ao meu ver, breve reintegração a PMRN. 

   Por telefone, Carlos Augusto disse-me: " Véras, na próxima terça feira já terei a data da audiência pública e logo em seguida faço o meu parecer". Me pediu também para informar aos senhores, pedido esse reforçado por Tia Cicera.

   Estou também conversando com Tony, presidente da Associação de Praças da Polícia Militar de Mossoró e Região que; com propriedade e conhecimento irá falar por nós, no púlpito na AL no dia da audiência. Tony também está fazendo uma ponte com os presidente da associação de Natal e a Associação Nacional. Todos estarão nos representando, como disse; "com conhecimento de causa". 

   Por fim, não podemos esquecer que essa luta teve altos e baixos, por vezes desacreditamos e tivemos que relembrar aos senhores que "somos soldados" caímos de pé  e que essas derrotas e obstáculos que ultrapassamos, serviram de escada pra chegar aqui e agora. O êxito da vida não se mede pelo caminho que você conquistou, mas sim pelas dificuldades que superou no caminho.”   Abraham Lincoln

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Em tempos de paz.

     Que paz?  -  Se a ministra Carmem Lucia, presidente do STF, seguisse o meu conselho; o Brasil sairia desse caos generalizado em menos de 12 meses, é fácil, legal e ao meu ver a única solução para o nosso Brasil varonil.

    Antes, vamos entender uma coisa; existem hoje 273 oficiais generais nas nossas forças armadas. estão no topo da cadeia; 6 almirante de esquadra, 15 generais de exercito e 8 tenentes brigadeiros. os demais estão a uma graduação abaixo na hierarquia militar.

     Claro que um golpe militar propriamente dito jamais seria aceito, nem por nós brasileiros e nem pela comunidade internacional da qual somos integrantes. Foram muitos anos de conquistas onde as instituições se fortaleceram e retroceder não é um passo para aprimorar a nossa jovem democracia.

     Seria assim a solução; a presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Carmem Lúcia, convidaria os senhores da guerra para uma solene reunião e, dessas conversas sairiam um comum acordo de colaboração que posso até denominar "pacto para salvar o Brasil" e, sem exceção nenhuma das forças marchariam em paz e prontas para um novo dia.

    No primeiro passo, fecharia todas as casas legislativas, segundo, seria convocado eleições diretas em um prazo de noventa dias e peça por peça seriam novamente alicerçado o nosso Brasil. Os poderem seriam gradualmente devolvidos para as pessoas comprometidas com o Brasil e esses marginais investidos de poderes que destruíram o nosso Pais, devolveriam todo os valores desviados e cumpririam suas duras penas e nunca mais seriam ou teriam um mandato político. Simples assim.

     Na atual situação não chegaremos a lugar nenhum, uma gerra civil esta em eminencia de acontecer e vamos empobrecer, definhar e morrer. A ignorância e a corrupção da mente dos insensatos não deixa que a sabedoria os mude para melhor. Helgir Girodo    

domingo, 24 de setembro de 2017

Gay sim, veadagem não.

     A discussão da semana é a cura gay. primeiro que não tem um CID "código internacional de doenças", outro fato é que o Magistrado ao conceder a liminar que li, não trás nenhum absurdo e sim uma proteção a uma área profissional necessária nesse mundo de meu Deus.

     A liminar é muito claro o texto "em si querendo" o tratamento, poderá busca  ajuda profissional, no caso um psicologo. Chamaria de preconceituoso o imbecil que proibiu o psicologo(a) de consultar o paciente que pode ser gay, bi, tri e ou o diabo a4. 

     Se um hétero sexual quiser ser um gay, o conselho não permite hoje um acompanhamento, e o peso social cairá por sobre os ombros desse hétero e ao contrário, esse profissional não poderá ouvir em seção esse gay. 

     Minha opinião - Ao meu ver cada um viva sua vida e a opção sexual, o ideal é "dentro de quatro paredes". Digo mais; não me sinto a vontade quando vejo pessoas do mesmo sexo, em público, causando; acho isso "não natural" mas não tenho o direito de criticá-los. Se a cena me incomodar, pego o meu banquinho.

     Não sou preconceituoso, tenho amigos gays e em pleno século 21, não há espaço ou tempo para esse tipo de barbaria, agora; vamos saber e entender limites e ter a noção de que "seu direito acaba onde começa o meu" dito e posto vamos aos esclarecimentos. Ninguém pode me obrigar e nem me punir por não gostar de bêbado, não consigo ficar ouvindo em sua maioria asneiras que sai da boca da grande maioria deles. Não gosto de veadagem (pessoa, humana, masculino ou feminino que; tenta ser com voz e gestos o seu oposto), e não gosto de um monte de outras coisas. 

     Por fim, parabéns ao magistrado que pós fim, mesmo que liminarmente a um preconceito quando o Conselho de psicologia criou, ao proibir as seções quando um ser humano em sofrimento com esse ou aquele problema, não poderia ter a ajuda desse ou aquele profissional da saúde. Pouco importa o que seja... desde que você faça o que te faz feliz. Cika Parolin 11 de outubro de 2015 

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

"O meu" não é maior ou menor que o seu.

     O situação! - Em todas as classes, existem bons e maus profissionais e, estamos diante dessa bifurcação nessa lamentável cena de um filme triste.  O que temos aqui é um controle emocional impecável, uma calma ressonante e uma equipe homogênica. Parabéns vigilantes, me orgulho em fazer parte do quadro de instrutores credenciados palo DPF e, mostram e demonstraram que; defender o patrimônio e as pessoas "no ambiente" é a nossa missão.  

     A lei 7.102 de 1983, muito rígida, delega os poderes de fiscalizar a segurança privada ao departamento de polícia federal e em casos extremos, a PF pode autorizar e ou pedir as polícias estaduais para fazer essa ou aquela missão, de fato nunca tive conhecimento de tal pedido pelo DPF. 

     Esse fato especifico não se trata de fiscalização, mas sim de uma abordagem com risco de morte para ambos os lados pois, os vigilantes estão aptos e preparados para usarem suas armas para cumprir com a missão de levar e trazer "valores" em total segurança. Parabéns vigilantes por cumprir sua missão e por preservar as vidas de outros profissionais de segurança. Parabéns a PM que não foram ao local da OC e à GCM por não ter apontado as armas para os vigilantes. Foi tenso, desnecessário mas que no fim houve um final feliz. O certo e o errado são apenas modos diferentes de entender nossa relação com os outros. José Saramago