REINTEGRAÇÃO JÁ.

                     

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

INJUSTIÇA - Jader Barbalho volta ao Senado

Ir para página inicialPublicação: 29 de Dezembro de 2011 às 00:00


          Brasília (AE) - O senador Jader Barbalho (PMDB-PA), empossado na tarde de ontem em solenidade da Mesa Diretora, elegeu a Lei da Ficha Limpa como um de seus maiores adversários, depois do ex-presidente do Senado Antônio Carlos Magalhães, com quem travou embates históricos no passado. "Eu jamais havia enfrentado, após ACM, um adversário tão difícil", declarou o peemedebista, que deixou de exercer 11 meses de mandato por ter sido barrado como ficha suja nas eleições do ano passado. Durante a entrevista concedida após a posse, Jader pediu para homenagear Antônio Carlos Magalhães. Lembrou que, antes de morrer, o pefelista declarou que o episódio mais difícil de sua trajetória havia sido o confronto com Jader. "Eu queria retribuir essa homenagem", brincou Jader, afirmando que depois de ACM, a campanha da Ficha Limpa foi o episódio mais difícil de sua carreira. "Eu ouvia as pessoas lamentando que não votaram em mim porque os votos não seriam contabilizados, seriam anulados", reclamou. Ele rebateu as críticas de que teria apressado a posse a fim de garantir o pagamento das "ajudas de custo" devidas aos senadores no início e final de cada ano legislativo. "Não houve pressa e, sim, demora", protestou. Com a posse a quatro dias do fim do ano, Jader vai receber duas ajudas de custo no valor de R$ 26,7 mil - uma agora, outra no início do ano -, mais quatro diárias (R$ 3,5 mil), mais o salário de janeiro, mês de recesso parlamentar. Ele afirmou que só quer receber o que tem direito como qualquer senador, "nem um centavo a mais nem a menos". Homem forte do PMDB, Jader declarou que sua linha de ação será acompanhar a orientação de voto do partido, principal aliado da presidente Dilma Rousseff. Escoltado pelo filho Daniel, de 9 anos - que fazia caretas para os fotógrafos e cinegrafistas durante a coletiva - e pela filha Giovana, de 15 anos, Jader afirmou que se arrepende somente da "passionalidade" com que enfrentou a crise política que o apeou da cadeira de presidente do Senado em 2001. E segue em http://tribunadonorte.com.br/noticia/jader-barbalho-volta-ao-senado/207386 
Filho de Jader Barbalho faz caretas para os fotógrafos e cinegrafistas durante a coletiva, após a solenidade de posse no Senado
          Essa é a realidade esse pequeno futuro manipulador faz caretas para o Pais, para a IN justiça, para o Ministro que devia ter dado exemplo e manter esse safado fora do cenário político. Eu não critico esse pulha por que não adianta a desonestidade esta em seu sangue por tabela seu filho será igual a ele. Esse traficante de influencia deve estar preparando esse aviãozinho de influência para seguir seus errantes passos. Brasileiros e Brasileiras (José Sarney) observem e, olho nas eleições é nós que temos que mudar o nosso Pais pois a (IN justiça) não esta nem ai pra nós. Esse é o principal motivo da campanha do desarmamento ter sido prorrogada como comentei na postagem anterior.Estamos de olho inclusive no Sr Ministro, eu espero que seus pares corrija esse trágico erro.
Postar um comentário