REINTEGRAÇÃO JÁ.

                     

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Memória Operação higia queima de arquivo

Advogado suspeito de envolvimento em desvio de verbas é morto no RN
Detido na Operação Higia da PF, ele participou de delação premiada.
Criminoso entrou em escritório e disparou contra vítima, que morreu no local.

Do G1, em São Paulo
          O advogado Anderson Miguel, que era investigado por suspeita de envolvimento em desvio de verbas públicas no Rio Grande do Norte, foi morto a tiros em Natal, na tarde desta quarta-feira (1º). Durante a Operação Higia, da Polícia Federal, ele participou da delação premiada e teria explicado como funcionava o esquema de desvio de verbas e fraudes em licitações no estado para amenizar sua pena – em caso de condenação. O major Rodrigo Trigueiro, da Polícia Militar, disse ao G1 que dois homens que se passaram por clientes chegaram ao escritório de Miguel. Um deles entrou na sala e disparou contra a vítima, enquanto o outro aguardava do lado de fora. O advogado morreu no local. O corpo foi encaminhado ao Instituto Técnico Científico de Polícia (Itep) para passar por perícia. De acordo com Trigueiro, um suspeito do crime foi preso em Natal e encaminhado para a Polícia Federal, que vai conduzir as investigações. Segundo o major, a polícia suspeita que a morte do advogado tenha sido queima de arquivo.
Postar um comentário