REINTEGRAÇÃO JÁ.

                     

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Crime de ação pública em pessoa pública esta acabando por conveniência na privada.

        Ao tomar conhecimento de um crime de ação pública (agressão física) um militar tem o dever de comunicar o fato à autoridade policial e quando isso não ocorre este policial comete o crime de prevaricação. Deixar de cumprir ato de oficio é o ART 319 do nossa arcaico código penal brasileiro e se esse oficial PMRN presencia essas agressões duas, três vezes  por semana e a unica coisa que faz é "aqui ela não é sua mulher, aqui ela é a chefe". Por conveniência ou por omissão não esta havendo a oficialização das agressões  corriqueiras. Covardia do canalha que espanca, omissão de quem apanha ou prevaricação de quem presencia, a única coisa verdadeira é que a maria da penha só é aplicada em pobre, preto e gueis. Honre essas estrelas em seu ombro e a senhora crie coragem e de um basta nesse safado. Tome tento.
Postar um comentário