REINTEGRAÇÃO JÁ.

                     

terça-feira, 15 de maio de 2012

Presidente do Sintro avalia positivamente greve dos rodoviários

fonte Tribuna do norte
          O presidente do Sindicato dos Trabalhadores de Transportes Rodoviários do Rio Grande do Norte (Sintro), Nastagnam Batista, avaliou positivamente o movimento grevista dos motoristas e cobradores de ônibus de Natal. No segundo dia de paralisação, no entanto, o presidente do Sintro confirmou preocupação com o descumprimento da determinação judicial para que 70% da frota fosse às ruas. De acordo com ele, são os próprios profissionais que se recusam a trabalhar. O Seturn rebate declarações. Nastagnam Batista disse que foi a garagens de empresas solicitar que os motoristas e cobradores fossem ao trabalho, para que a frota emergencial estivesse nas ruas. No entanto, de acordo com o sindicalista, os próprios profissionais vêm se negando a retomar as atividades, apesar da medida judicial. "Os trabalhadores estão revoltados. Estou preocupado com o descumprimento da liminar, mas isso é a própria categoria que está se negando a trabalhar buscando o cumprimento das reivindicações. Eles estão reclamando e muito revoltados", garantiu Nastagnam Batista que, por outro lado, considera "a avaliação da greve é positiva". Por outro lado, o diretor de comunicação do Seturn, Augusto Maranhão, afirmou que três empresas de Natal iniciaram as atividades, na manhã desta terça-feira, com 10% da frota. Porém, os ônibus da Cidade do Natal, Reunidas e Conceição teriam sido recolhidos às 10h devido à pressão dos grevistas. "Entramos em contato com o doutor José do Rêgo Júnior (vice-presidente do TRT) e com a Procuradoria Regional do Trabalho para que fosse realizado um chamamento, para ver se conseguiremos trabalhar. Informamos o que está ocorrendo e estamos abertos a discutir", garantiu Augusto Maranhão. Na noite de ontem, o desembargador vice-presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN), José Rêgo Júnior, determinou que 70% da frota circulasse em horários de pico nesta terça-feira em Natal. A medida foi descumprida e os ônibus não estão circulando na cidade................Pois bem, Parar a greve com caneta foi uma tentativa fracassada provavelmente à pedido do governo do Estado, "ninguém sabe disso". Existe um pró que não (colarinhos branco) acreditariam que podia acontecer por que normalmente quem desobedece uma decisão judicial são os governos que se acham acima da vida e da morte. Euzinho apoio totalmente o descumprimento dessa decisão judicial manipulada e vejo, graças a Deus uma pequena luz no fim do túnel. O povo, quando sabe que esta certo enfrenta inclusive a (justiçaIN), isso é ótimo, isso quer dizer que falta uma virgula para uma revolta e repito isso é bom para o crescimento do Pais como povo. A (justiça) com seu telhado de vidro todo trincado não é mais exemplo pra ninguém e não é com sentença forjada que os senhores vão acabar com essa greve que na minha opinião é justa e necessária e digo mais bloquear as contas do sindicato foi outra burrice. Senhores tolgados intermediar uma  crise é simples não compliquem o que já esta truncado. O primeiro passo para corrigir um erro é de pronto reconhecer esse erro, reconheçam senhores magistrados que erraram, aprendam com esse infantil erro e ponham ambas as partes em uma mesa e negociem. Se tentarem manter essa linha, tadim, estarão jogando gasolina em fogueira que muitos não sabem mais já esta queimando, olhem a historia os erros do passado devem servir de aprendizado. O povo é quem manda e o pavio esta aceso e muito curto.  
Postar um comentário