REINTEGRAÇÃO JÁ.

                     

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Promotor da infância e juventude (convidou) blogueiros...

...de Mossoró para uma conversa sobre postagem onde envolve o "menor" não houve coro e haverá um novo (convite). O brilhante doutor que é responsável por orientar dentro da Lei os processos que são encaminhados a justiça dos ditos "menores", expões os fatos relatados abaixo, etc, etc..., pois bem, é um tema que vem na contra mão de tudo que é legítimo, é o oposto da opinião da população em geral, a população quando questionada sobre o estatuto da criança e do adolescente ECA de pronto respondem ( é uma bip ) e de fato é, não se pode corrigir anos de erros no falido sistema público com a caneta e o ECA hoje é o grande responsável pelas mortes dessas crianças que tombam todos os dias em nossa cidade essa falsa proteção esta na contra mão da realidade, pode até existir a boa vontade do promotor mas ele esta em uma guerra empunhando uma pena, tentando convencer com mecanismos que já nasceram mortos. O tom da conversa pelo que apurei foi (não pode aparecer o nome do menor, não pode aparecer o rosto do menor e se de costas não pode aparecer uma tatuagem, não pode aparecer as iniciais, não pode aparecer a filiação, não pode isso, não pode aquilo, etc). Estamos em 1964 quando a ditadura militar fazia a mesma coisa com a diferença de que quem não cumprisse seria imediatamente torturado e até morto. Não minha humilde opinião e respeitando os meus 123 pontos de q.i. não é bem por aí que esse grande problema será resolvido, houve nessa conversa com  os colegas blogueiros a intimidação o medo pois as palavras tinham esse tom pois segundo o promotor as multas combinado com as Leis atuais variam entre CR$2.000,00 até CR$20.000,00. Vou deixar um adendo ao tema e expressa a minha opinião pessoal "Doutor, lote o auditório com pessoas (comuns) ouça as mesmas sem impor, apenas ouça e tome atitudes e inicie ações para corrigir esse problema que é de toda a sociedade, no seu gabinete o senhor vai continuar enxugando gelo e a parte mais fraca nessa balança (sociedade, crime, menor) é o menor. O estatuto não funciona e as Leis devem se ajustar a sociedade e não o contrario. A justiça tem que priorar o bem comum. Eu ainda acredito na justiça.  
Postar um comentário