REINTEGRAÇÃO JÁ.

                     

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

...QUEM PARTE...

 Leva o dinheiro de alguém, quem fica (alguém) não verá o dinheiro de volta. LINK - http://omossoroense.uol.com.br/politica/25958-desembargador-afasta-micarla-de-sousa-da-pmn - O desembargador do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJ/RN) Amauri Moura acatou pedido do Ministério Público e afastou a prefeita de Natal, Micarla de Sousa (PV), do cargo...  A reportagem completa no link acima. Ontem falei sobre o nepotismo da governadora que empossou o seu marido no gabinete civil em Natal e critiquei a Justiça e não me arrependo e vou continuar a criticar se não vejamos as declarações do advogado de Micarla ( O advogado dela Paulo Lopo Saraiva declarou que mesmo se tratando de uma decisão monocrática recorreria ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). Ele disse que hoje mesmo estaria em Brasília para tratar do assunto. "Não foi analisada pelo pleno do Tribunal de Justiça. Uma decisão monocrática baseada em indícios, sem qualquer prova. Indícios não afasta ninguém do cargo. E fere o que versa a Constituição Federal",criticou.) Eu tenho a dever de criticar e sem desmerecer a cega e lentíssima dama vendada e de espada na mão pois ela se deixa manipular por legisladores com olhos abertos e contas numeradas em paraísos fiscais e existe a chamada, conhecida e vergonhosa roda de bacana onde sentam na mesma mesa todos os poderes constituídos. Uma celebre frase do Exercito Brasileiro " diga-me com quem andas que te direi quem és"  ou "quem com os porcos deitam, farelos comem". Não podemos andar de mão dadas com o nosso oposto, bandido deve esta preso e não sendo homenageados e aplaudidos por um povo propositalmente ignorante por conivência desses ai da foto por exemplo e a propósito cade o Exercito Brasileiro para desembainhar sua espada e separar o joio do trigo antes que o povo o faça  a maior vítima desse povinho dessa quadrilha organizada sempre foi o povão, e se não houver uma grande mobilização do judiciário em prol de uma moralização ou o Exercito sair do armário eu não espero nada menos que uma guerra civil. O povo dorme mas se acordado será um gigante em berço esplendido. Eu ainda acredito no judiciário.  

Postar um comentário