REINTEGRAÇÃO JÁ.

                     

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Estamos em uma sociedade alternativa invertida.

   Hoje é um importante dia em defesa dos direitos daqueles que optou em continuar armado em defesa própria, de seus entes e de seu patrimônio, ainda em 1ª votação no congresso nacional mas é um ótimo inicio, Fomos enganados pelo governo que manipulou o referendo onde a população Brasileira optou por permanecer armada e como sempre esse governo corrupto, ladão e que em breve deverá esta onde deve; na cadeia, que é,  onde todo marginal deve estar. A TV Globo hoje cedo em seu jornal já atacou dizendo ser um retrocesso, não era pra se esperar outra coisa de uma das principais apoiadora do golpe militar, a sorte é que mesmo com mão de ferro, " a globo", existe o zelo e garra dos jornalistas, que entre a cruz e a espada se esforçam em cumprir a missão de informar com isenção e imparcialidade. A maldita e citada maquina governamental "tv globo", ainda com cara de pal e deslavada, tenta mostrar que armar o cidadão ( que pode e quer ser armado) vai ficar pior do que esta, que é uma mentira descabida e manipuladora. Eu quero andar armado sim, quero poder estar com minha arma na minha cintura sim, posso e preencho todos os requisitos "hoje legais" mais esbarro na decisão pessoal e orientada  de um delegado de polícia federal, que armado, decide simplesmente por não fornecer, ou diria, autorizar a conceder o porte de arma de fogo. Defesa.org é um dos que defende essa nossa opção, participo dessa ONG, e lutamos contra esse sistema falido que manipulou o referendo de 2005, na época a quantidade de pessoas que votaram como eu, em portar arma de fogo, foi maior que o numero de votos que tiveram nessa eleição os candidatos Dilma e Aécio juntos, portanto espero não precisar ir as ruas novamente exigir que esse direito seja respeitado. Pra atual insegurança do Brasil, vejo apenas uma única solução, que é, armar as pessoas que podem serem armadas. Seguinte: - Quando digo armar as pessoas, me refiro a homem ou mulher ( o ser), brasileiro, maior de 21 anos, sem antecedentes criminais e com ocupação definida, comprovada e com os cursos de capacidade técnica e aptidão psicológica e com renovação à regulamentar, diria, a cada cinco anos, e, com os custos reais e não absurdos como os atuais. Nos armaremos em breve seja na força da Lei manipulada ou por vontade popular, como já mostramos que temos. Deus salve o Brasil, desses marginais, travestidos de políticos e, viva os escândalos da Petrobras e, viva a cumplicidade do Judiciário, que tem em sua maior composição " STF", a sua nomeação, pelo Governo Federal, que é o maior envolvido nesse roubo todo. Se meu amigo Raul Seixas estivesse entre nos, diria: "Todos os partidos são variantes do absolutismo. Não fundaremos mais partidos; o Estado é o seu estado de espírito".
Postar um comentário