REINTEGRAÇÃO JÁ.

                     

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Pena de morte.

   Rodrigo Gularte está no corredor da morte. Mais um Brasileiro esta enfrentando o seu destino. Na indonésia o corredor da morte tem apenas uma via, não tem retorno e se pune o crime e não o criminoso que é o que acontece nos países onde a impunidade reina, como no Brasil por exemplo. Não deve se punir o criminoso, tem que se  punir o crime, não importa se o criminoso tem 08 anos ou é um ancião e se o crime praticado diz: - Por tal crime a pena é o fuzilamento; Deus se lembre de sua alma. Na Indonésia a pena é aplicada com poucas regras e dentre elas: - Avisar o executado 3 dias antes, ultima refeição, nunca informar a hora exata da execução, ... A forma é interessante: - São doze carrascos todos com fuzil só que das 12 munições apenas 03 são reais as demais são de festim e os atiradores não sabem quem de fato aplicou a pena capital. LINK. Triste lamentável meus pêsames a família, lamento pela vida perdida não pela justiça praticada. Indonésia. Pergunte a 100 traficantes ou mulas do tráfico se um deles toparia traficar para a indonésia. Ninguém é o dono da verdade entretanto quando nos defendemos, temos que usar nossa melhor arma e sempre um plano B. A arma de uma criança é o sorriso a arma de um advogado é o conhecimento, a arma de um soldado é uma .40, a arma de um blogueiro são as teclas e as boas Leis que nos protegem de carrascos que tentam calar essa classe que tem o dever moral de informar e expor sua opinião ou investigar a depender de sua área escolhida, particularmente conheço todas as armas em alguns casos com propriedade em outras apenas o necessário e suficiente pra entender que a Justiça deve prevalecer e vou fazer de tudo e usar os meios necessários para essa Dama com espada e venda seja soberana, mesmos com leis ruis. Rodrigo, você tem até o ultimo segundo para se arrepender, neste momento sofrerá as consequências do livre arbítrio mas sua alma é eterna. Deus te receba e acalente sua família.     
Postar um comentário