REINTEGRAÇÃO JÁ.

                     

sábado, 5 de março de 2016

DUAS FOTOS VALEM MAIS QUE MIL PALAVRAS.



   DELEGACIA DE PLANTÃO DE MOSSORÓ, RECEPÇÃO. Fui agora cedo a Plantão com Emídio para falar com o Soldado Jádson e mostrar a reclamação que fiz ao  Juiz Corregedor (postagem abaixo) devido ao sumiço do nosso processo.

    Essas duas imagens acima são da recepção da Delegacia de Plantão de Mossoró, lembrando que a segurança pública é uma das prioridades do governo de Robinson Farias. Me sinto incomodado em ver essa situação. Eu não sento o meu pastor alemão nessas cinco cadeiras e, se um Agente reclamar, no mínimo vai acontecer o que aconteceu com o APC Jusser e outros, perseguições, destacado para interiores e o rótulo de indisciplinado, como sou rotulado.

    Se eu não tivesse sido excluído da PMRN por indisciplina quase duas vezes, e ainda estivesse na escala de plantão dessa delegacia, daria a PMRN um motivo para outra exclusão por indisciplina, mas, estaria fazendo um bem à saúde pública, botando esses dois corpos estranhos na rua e ateando fogo.

    Governador esses seus puxa sacos e meninos de recados que o senhor tem em todo lugar, inclusive em Mossoró, não lhe informam dos problemas existentes? Esses meninos de ouro que se derreterem não dão um anel ficam maquiando os defeitos,  é? Governador, se ser indisciplinado é ver as coisas erradas e corrigir, eu sou. Se ser indisciplinado for mostrar a verdade nua e crua, eu sou. Se não abaixar a cabeça pros erros e abusos de autoridades é ser indisciplinado, eu sou e serei indisciplinado até o último dia de minha vida.

   Senhor Governador Robinson Farias, ao qual o tenho em elevada estima por não ser um bandido como os dois governos anteriores, a recepção de uma DP de Plantão é a imagem que uma vítima tem da Policia ao chegar em busca de auxílio, a Polícia Militar ou Civil (polícia do Estado) é uma vítima também dessa situação.

   Senhor Governador, eu espero que transforme seu discurso de "prioridades" em realidade, e que seja exercido de fato e de direito.

Postar um comentário