REINTEGRAÇÃO JÁ.

                     

segunda-feira, 17 de abril de 2017

@DATENAOFICIAL

  


A: TV Bandeirantes “Produção do programa do Datena.”

De: Cabo PMRN Véras, um dos excluídos sem o devido processo legal  e membro da comissão.

     Um breve resumo do caso: Somos policiais militares, excluídos a bem da disciplina, nas décadas de 80 e 90, sem que nos fosse dado o direito de defesa e sem o contraditório, princípios constitucionais que se não obedecidos, tornam nulo o ato ex oficio realizado pela PM do estado do RN.
     A título de informação, todos os atos de exclusão, a bem da disciplinas, produzidos pelo estado do RN, até 1995, foram todos, sem exceção ilegais por não cumprirem as fases legais de um processo.

     O Estado por sua vês, alega que existe contra nós uma prescrição quinquenal (5 anos) e que não  há como nos reintegrar por que perdemos o prazo para dar entrada nos pedidos de reintegração.

     O nosso judiciário, politicamente engajados ou de pires na mão, segue a mesma linha de pensamento e apenas veem a prescrição como barreira para não olhar o mérito dos nossos pedidos de anulação do ato administrativo que, geraram a nossa exclusão.

     Informo também que não há contra nós nenhum  inquérito policial, conselho de disciplina ou qualquer ato que desabone a nossa conduta, moral e civil.

     Na época, Silveira Jr presidente da CAM Câmara Municipal e foi em seguida eleito prefeito  de Mossoró, expôs o nosso caso. https://www.youtube.com/watch?v=kxAKi7iR0w4

     Soldado  Jádson, na época presidente da APRAM Associação de Praças da PMRN/Mossoró e Região, eleito vereador e hoje APC Agente de Polícia Civil RN https://www.youtube.com/watch?v=p05f21vadU4

     Reunião dentro do 2º BPM RN, Imprensa local participou, houve divulgação a nível Estadual, falaram por nós o presidente da Associação da PMRN e membros da nossa comissão dos EXPMRN https://www.youtube.com/watch?v=kBpNDPt7Kc4

     Atual presidente da APRAM, Soldado Tony, nos representando em um evento na cidade de Areia Branca distante 50 Km de nossa cidade, onde falamos  com os Deputados para dar ciência da nossas reivindicações, os deputados Kelps Lima naquela oportunidade reafirmou o seu total apoio a nossa reintegração. https://www.youtube.com/watch?v=9lBbF83-WCY

     O deputado Ezequiel Ferreira, atual presidente da AL Assembleia Legislativa Natal RN, tomou conhecimento e disse: Eu tenho conhecimento do pleito e concordo é preciso pressionar o Governo e contem com a AL para argumentar com o poder executivo. https://www.youtube.com/watch?v=l0p97DXuwMs

     Reunião com os presidentes da APRAM Associação da PMRN, Soldado Tony e Soldado Jádson em praça pública, na cidade de Mossoró, reafirmando o total apoio ao nosso pleito. https://www.youtube.com/watch?v=ZC-Bsbwp-QQ

     Brilhante exposição dos fatos em nossa defesa, em prol de nossa luta para ser-mos reintegrado aos quadro efetivo da PMRN, desta feita pelo Soldado Jádson, na época presidente da APRAM https://www.youtube.com/watch?v=wdHhH1SoOyQ

     Nosso ultimo ato foi acampar em frente a sede do governo do RN, em 14 de abril de 2017, e fomos recebidos com uma barricada. http://zeimpunidadero.blogspot.com.br/2017/04/trincheira.html

    Temos um histórico de luta desproporcional, enfrentamos o sistema que insiste em alegar prescrição quinquenal em um ato nulo e cheio de vícios, como já disse: - Todas as exclusões dos quadros efetivo da PMRN, foram todos praticados sem a observância dos princípios constitucionais de ampla defesa e do contraditório.

     Por fim, pedimos a esta produção que pesquisem sobre o nosso caso, junto aos representante da imprensa do nosso Estado e que divulguem pois, a partir do conhecimento da sociedade, a opinião pública seria importante para que o Governo do RN, por fim, cumpra o seu dever e produza e envie à Assembleia Legislativa, um “projeto de anistia” que ponha fim a décadas de sofrimento e angustias por cerca de 104 policiais militares, que até esta data buscam por justiça.

Desde já, agradeço,

Cardoso Veras
Jornalista DRT/1990 RN

Postar um comentário